Tenho vergonha de perguntar “pessoalmente”, mas o que são produtos orgânicos? 

R.Dispensando os termos técnicos,  produtos orgânicos são aqueles produzidos sem nenhum defensivo químico prejudicial à saúde, sem hormônios artificiais de crescimento, estimulantes hormonais artificiais  de amadurecimento, sem nenhum produto artificial aplicado para maior conservação no pós-colheita, sem nenhum fertilizante ou adubo à base de petróleo ou qualquer outro que não seja mineral ou natural ( húmus, esterco, compostagem). Eles nascem e crescem seguindo um fluxo natural , sem NA-DA alterando quimicamente seu ciclo de vida.

Orgânicos são – ou poder ser –  “minha praia”? 

R. Vai depender de como encara sua alimentação e de sua família e se compara valores de orgânicos com produtos obtidos por métodos de cultivo tradicionais. Se alimentar sua família significa apenas “comer quantidade com preço baixo” sem pensar em qualidade de vida,saúde, orgânicos nunca serão uma opção para você. Orgânicos são o que de melhor a natureza pode oferecer, sem intervenção química que prejudique sua saúde. Isso possui um valor maior, que alguns não estão dispostos a pagar, preferem seguir sem querer ver ou mesmo sabendo que o produto que consomem não é saudável.

E qual a vantagem nisso, o que ganho consumindo orgânicos? 

R. SAÚDE! E a certeza de não estar sendo envenenados silenciosamente, como hoje ocorre. O termo “envenenar” não é figurado, não é à toa que em rótulos de defensivos, há uma caveira sinalizando perigo de morte. Por isso há milhares de agricultores doentes,contaminados pela exposição aos agrotóxicos de suas lavouras tradicionais.Quando a estatística mostra que se dividirmos o consumo anual médio do brasileiro de frutas, legumes e verduras pelo índice residual de agrotóxicos contidos nas mesmas, chega-se a um número assustador de 5 litros de resíduos de veneno por habitante/ ano.

Cuidado extremo do agricultor ao aplicar agrotóxicos

Isso não é alarmante demais? Não soa exagerado?

R. Pensem nas inúmeras alergias inexplicáveis, nos resfriados que duram muitos dias, nas tosses incessantes, nas alterações hormonais severas (tireóide, testosterona, cortisol, estrogênio, hormônio do crescimento), no aumento de bactérias resistentes – corpo fraco, bactérias fortes – , nos crescentes casos de câncer sem histórico familiar… então ao ler um rótulo de um pesticida, você vê que em testes com ratos,coelhos, há formação de câncer quando expostos ao veneno… só que isso ninguém lhe conta ou lhe omite, não é interessante  para a indústria dizer que seus produtos químicos lhe deixam doentes ou podem lhe matar. Simples e direto assim. A verdade liberta e não deveria jamais ser ocultada.

Alerta na rotulagem de agrotóxicos

Não queria ser refém do medo… 

R. Nem nós, mas não podemos fingir que não sabemos e precisamos que mais pessoas saibam! Nosso objetivo maior seria que a maioria dos produtos que chegassem às nossas mesas fossem orgânicos – ESSA É NOSSA MISSÃO -, mas há fortes interesses econômicos envolvidos. Enquanto no cultivo tradicional você tem mais produção por área e produtos mais bonitos, no cultivo orgânico , por não usar nada para alterar a natureza dos produtos, produz comparativamente menos e itens mais “feios” . Precisamos mudar essa cultura do comprar só o “GIGANTÃO e BRILHANTE”: o GIGANTÃO vêm dos adubos químicos à base de petróleo e o BRILHANTE vêm das ceras químicas aplicadas em banhos de conservação , para que os mesmos durem mais na prateleira e fiquem visualmente mais atrativos.

Isso explica porque os orgânicos custam mais ! 

R. EXATAMENTE! Vejam a difícil situação do agricultor familiar – que responde a 70% da produção de legumes, frutas e hortaliças que consumimos: No pequeno espaço de terra que ele possui, ele PRECISA PRODUZIR em QUANTIDADE, suficiente para sustentar sua família. Ou ele produz mais, usando métodos tradicionais de cultivo – ainda que tenha sua saúde, de sua família e de seus produtos prejudicados pelos contaminantes. Assim, a cadeia de consumo orgânica PAGA MAIS ao agricultor que produz orgânicos, para que ele saia da condição de “chantageado pela subsistência”. Sabendo que orgânicos produzem menos por área, precisamos pagar mais para que não sejamos envenenados por uma questão econômica que assola o pequeno agricultor. Pagando mais , o resgatamos da condição de refém e lhe damos alternativas de ganhar mais, produzindo alimentos naturais que todos buscamos e precisamos.

Sei lá…essa semana o “sacolão” do meu bairro entrou em promoção… quase tudo por R$ 2 reais e … 

R.Orgulhosamente NÃO SOMOS SACOLÃO e jamais seremos, essa não é nossa proposta!Vendemos SAÚDE PLENA em forma de verduras , legumes e frutas, não vendemos “preço”.  Se você sempre aprendeu que “pagar baratinho é vantajoso”, desconstrua esse pensamento, se quer consumir orgânicos de qualidade. Se você acha vantagem comprar 1 quilo de tomate envenenado no sacolão por R$ 1.99, nós não. Se acha uma pechincha, o quilo do Pimentão contaminado a R$ 5.00, achamos que você está PAGANDO MUITO CARO para ingerir veneno e adoecer. Não sejam inocentes e conheçam tudo que envolve a produção orgânica levada à sério, que inclusive PAGA MAIS ao PRODUTOR, para que ele não nos envenene. Nem tudo que está em nossas mãos nos cabe ou nos convém,nunca venderemos qualidade insuperável, por preço de verduras envenenadas. Comparar preço de sacolão x produtos Orgânicos é “beijar o Sapo, querendo que seja o Príncipe”e mentir para si mesmo é sempre a pior mentira. Seu direito de NÃO PODER pagar pelo Orgânico e ter que pagar o convencional não é demérito nenhum – só que não podem ser comparados – pois estão em Universos diametralmente opostos. 

Porque não há entregas diárias? 

R. Porque os produtores não podem se deslocar todos os dias de suas áreas de cultivo, para vender a produção.O custo com o transporte da safra aumentaria o custo final e,  enquanto ele estão entregando, quem estará produzindo?  😉

Orgânico “virou moda” ? 

R. De certa forma sim, e isso é um perigo. A “moda” é se alimentar de maneira saudável – não deveria ser moda , sabemos – e os agricultores tradicionais, vendo que seus vizinhos orgânicos estão crescendo, querem “entrar no jogo”, mas não querem abrir mão de trabalhar como sempre trabalharam, sem os cuidados redobrados que a cultura orgânica exige. Vejam esse exemplo: Há agrotóxicos que ficam agindo “dentro da planta” ( tempo de vida) por até 40 dias! 40 DI-AS! Ele pulveriza toda a cultura e a “esquece”, vai fazer outras atividades. Imagine você comer um alimento em que o agrotóxico ainda está agindo na planta! Vocês acham que os agricultores vão esperar os 40 dias do agrotóxico ser eliminado, para vender sua produção ?  A resposta é NÃO! Ele finge que não sabe – e por muitas vezes não sabe mesmo –  ou a cadeia de comercialização ignora esse ” fato banal” . E a fiscalização ignora por completo esse ponto crítico.

Já na cultura com orgânicos, o “tempo médio de vida” de um defensivo é de no máximo 3 dias, isto é, a cada 3… 4 dias, há a necessidade de nova aplicação do repelente – os  defensivos usados no cultivo orgânico normalmente repelem os insetos – não os matam . Exemplo:. Calda de pimenta com alho. Assim, voltamos à questão do valor maior dos orgânicos, quanto mais vezes os agricultores precisam dedicar à cultura, maior a relação de custo homem x hora precisa ser equalizada. Não é justo com o agricultor trabalhar muito mais vezes – indo mais vezes ao campo cuidar da cultura e ser menos recompensado por isso.

Pois é…andei reparando um pessoal oferecendo orgânico com “cara e preço de tradicional”… o que há de verdade nisso?

R. Nenhuma verdade. Não sejamos enganados.Alguém está vendendo gato por lebre e querendo lhe enganar, não caia em ciladas.Veja a foto,ela deixa claro tudo que explicamos acima e você tira suas conclusões:

Comparativo entre cenouras tradicionais e orgãnicas

Não gosto de comprar nada pela Internet, como posso resolver isso?

R. Você pode pagar em dinheiro na entrega ou pagar com cartão de crédito com a maquina manual/sem fio que dispomos, levamos a máquina até você.

Peça sua cesta, clique AQUI para comprar: